Campanha de conscientização confina galinhas em máquina

Por Colunista comentário(s)

Que tal comprar os ovos diretamente de uma máquina de venda automática? Essa ideia, apesar de parecer absurda, foi realizada como campanha para conscientizar as pessoas sobre as condições em que são criadas as galinhas e produzidos os ovos que a população consome. Tal ação foi uma iniciativa do instituto de proteção aos animais Noah, da Alemanha.

A máquina foi colocada no centro da cidade de Frankfurt. Nela, ficaram expostas 16 galinhas, uma em cada cubo. O espaço é tão apertado que não é possível a movimentação das aves. Para reforçar ainda mais o protesto, a organização informou, por meio de uma mensagem anexada ao aparelho, que “68% dos frangos ao redor do mundo são tratados como uma máquina de pôr ovos.”

A ação idealizada pela Publicis Frankfurt reforça os maus tratos e o estreesse que essas aves sofrem dentro dos criadouros. O Zootecnista Diogo Joffily disse ainda que a ação de bicar, ciscar e bater as asas são de fundamental importância para a qualidade de vida tanto do animal quanto da sua carne, que será consumida pelos homens. Vale ressaltar que os frangos usados nesta campanha não foram prejudicados e foram levados, depois de duas horas na Egg Machine, para a fazenda orgânica onde vivem.

Apesar desse problema ter ganhado notoriedade na campanha do Noah, o consumidor não pode esquecer dos outros problemas que abordam o assunto. A utilização de hormônios na criação de frangos é uma delas. A prática infelizmente ainda é comum e tem o objetivo de fazer com que a ave cresça e engorde em cerca de 40 dias para ser vendida, tempo que naturalmente levaria três meses. Elas também acabam sofrendo com isso, pois ganham peso tão rápido que não conseguem se sustentar sobre suas patas.

Agora assista ao vídeo da campanha:

Posts relacionados