Delegacia de animais completa um ano em Campinas

Por Gilberto Junior comentário(s)

Depois da Holanda, é a vez do Brasil avançar em prol dos animais. E o estado de São Paulo saiu na frente com a criação da primeira Delegacia de Defesa e Proteção aos Animais, na cidade de Campinas. A entidade acaba de completar um ano e, como prêmio, ganha um novo endereço na mesma cidade.

Com infraestrutura própria, a delegacia conta com três investigadores e um escrivão. Assim como a polícia comum, esta trata de crimes contra os bichos. Entre as principais ocorrências estão: indícios de falsos veterinários, envenenamentos e tráfico de animais silvestres. “No primeiro ano estivemos voltados a apenas recolher e socorrer animais vítimas de maus-tratos”, contou a delegada Rosana Mortari ao portal Uol.

Em 12 meses, os números relatam que 100 animais foram recolhidos e socorridos pela delegacia, que recebe cerca de 15 denúncias por dia. Para quem não sabe, maltratar animais é crime e pode render cadeia e multa, segundo a Lei 9.099. Os animais que mais precisam de ajuda são justamente os domésticos. Cães e gatos são os mais agredidos. Mas cavalos, pássaros e cabras não estão livres de agressões. “Choca a frieza de como algumas pessoas lidam com os animais, totalmente alheias aos sentimentos deles”, constatou Rosana.

Sorocaba, Jundiaí e Ribeirão Preto também possuem um setor especializado para a proteção animal. Como informou o Uol, “Em Ribeirão Preto o local foi inaugurado em dezembro de 2010 e funciona junto com a Delegacia de Proteção ao Idoso.  No total, são três investigadores e um escrivão”.

LEIA MAIS: Holanda cria força policial para animais domésticos.

Posts relacionados