Cresce no Brasil o alcance do saneamento básico

Por Mariana Montenegro comentário(s)

Os sistemas de saneamento básico, esgoto sanitário, coleta de lixo e ligações de distribuição de água potável, cresceram entre 2008 e 2009 no país. Os dados são do SINIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento), do Ministério das Cidades. De acordo com o levantamento, foram identificados 1,6 milhão de novos usuários do serviço de abastecimento de água, o que corresponde a um aumento de 16.600 quilômetros nas redes de distribuição em todo o país.

Nesses dois anos, foram feitas 1,1 milhão de ligações no país (16.500 quilômetros de novas redes de escoamento).

Atualmente, o volume de esgoto tratado no país chega a 237 milhões de metros cúbicos. Em 2009, o abastecimento de água beneficiou 4.891 municípios e o sistema de esgoto, 2.409.

Os números que correspondem à melhora do sistema de saneamento básico são animadores e correspondem a 97,2% e a 81,5% do total da população urbana, respectivamente, em relação à rede de abastecimento de água e à de esgoto.

Houve também aumento da cobertura do serviço regular de coleta domiciliar de resíduos sólidos, equivalente a 93,4%. A destinação final totalizou 24,9 milhões de toneladas de resíduos domiciliares e públicos.

Foram despejados em aterros sanitários 16,2 milhões de toneladas, mais 5,9 milhões de toneladas para aterros controlados, um milhão de toneladas para unidades de triagem e de compostagem e 1,8 milhões de toneladas foram depositadas em lixões. Ainda de acordo com os dados, os investimentos nos serviços de água e esgoto tiveram acréscimo em 2009, totalizando R$ 7,8 bilhões. No anterior, os investimentos foram R$ 2,2 bilhões.

Com informações da Agência Brasil

Posts relacionados