Aventureiros tiram oito toneladas de lixo do Everest

Por Gilberto Junior comentário(s)

Vencer o perigoso Everest é o desejo de qualquer aventureiro. Mas a maior montanha do mundo vinha correndo sérios riscos por conta de sua má manutenção. Pensando nisso, um grupo de alpinistas resolveu fazer algo pelo espaço e realizou, durante um mês, um mutirão de limpeza, que resultou na retirada de 8 toneladas de lixo do ambiente.

Entre os dias 22 de abril e 28 de maio, a comitiva denominada “Salve o Everest” limpou 8.700 dos 8.848 metros. “Quando voltávamos das escaladas nos perguntavam o que fazíamos com os resíduos, portanto, em 2008, planejamos lançar uma expedição”, declarou Wongchu Sherpa, coordenador da missão e presidente da Associação de Escaladores do Everest.

Os principais resíduos encontrados no local são cilindros de oxigênio, bujões de combustível, latas e baterias, cordas e papéis. Em 2010, inclusive, restos de helicóptero foram recolhidos pela missão “Eco Everest”. Para tentar conter o problema, o governo do Nepal criou normas rígidas para a exploração do local. Os esportitas são obrigados a carregar o lixo que gerarem. Os que desrespeitarem terão de pagar multas de 4 mil dólares.

Apesar da multa ser alta, não chega a impedir o descarte de resíduo irregular. Mas, de acordo com Dawa Steven Sherpa, membro da Eco Everest, o problema é cada vez menor, já que não param de surgir pessoas interessadas no caso. “Até que não reste mais lixo, seguiremos limpando”, desabafa Steven Sherpa.

Posts relacionados