Arquitetura nativa inspira construção de centro cultural

Por Mariana Montenegro comentário(s)

A construção chamada “Jean-Marie Tjibaou Cultural Center” feita por Renzo Piano, fica na ilha de Nova Caledônia, no Pacífico Sul e é uma homenagem à cultura dos povos Kanak, habitantes indígenas da Melanésia que constituem 44,1% da população total da Nova Caledônia. O centro cultural tem pavilhões que foram inspirados em cabanas típicas desse povo, juntando tecnologia com estratégias sustentáveis de construção para manter os pavilhões integrados com a natureza. Cercado pelo mar e vegetação, dez pavilhões de vários tamanhos variam de 9 a 24 metros de altura situados assimetricamente ao longo do caminho principal. Cada um deles tem uma função e alguns comportam exposições permanentes ou temporárias de temas variados.


Há estúdios para atividades tradicionais como música, dança, pintura e escultura. Alojadas no centro, há um auditório, um anfiteatro, serviços administrativos, áreas de pesquisa, uma sala de conferências e uma biblioteca. Construídos com madeira ikoto, vidro, aço e bambu, a estrutura respeita os métodos de construção tradicionais de acordo com os estudos de engenharia mais sofisticados. Claraboias do telhado operável e uma tela de madeira laminada facilitam a ventilação natural, fazendo com que o vento empurre o ar quente para fora pelo topo da construção.

Posts relacionados