Ambulantes chineses vendem animais vivos como chaveiro

Por Colunista comentário(s)

Na tentativa de aumentar as vendas, ambulantes chineses vendem nas estações de metrô e trens do país chaveiros que vêm com um par de peixes, ou uma tartaruga de espécie brasileira – vivos! – dentro de pequenos sacos plásticos de 7cm com água colorida.

O flagra foi feito pelo Jornal chinês Global Times. Assim que chegou no local, o repórter escalado para confirmar a denúncia assistiu em cinco minutos a venda de 10 chaveiros. Segundo o veículo, para ganhar a confiança dos compradores e convencê-los de que os animais não estavam sendo prejudicados, os ambulantes afirmavam que a água com corante possuía nutrientes que permitiam que os animais sobrevivessem no chaveiro por meses.  Além disso,  também alegava que o acessório trazia boa sorte.

Após assistir essas transações, o repórter interrogou alguns compradores. Enquanto uns realmente declararam acreditar que o chaveiro servia como um amuleto, outros afirmaram adquirir o souvenir apenas para soltar os animais.

As ONGs chinesas defensoras dos animais estão cientes desse comércio, e já começaram a se mobilizar contra essa prática covarde, já que o país não considera esse ato um crime. Na China, a única lei de proteção vigente diz respeito, apenas, aos bichos selvagens de médio e grande porte. Os ativistas não pretendem descansar enquanto não for tomada uma atitude séria, afirmam os leitores do Global Times.

 

Posts relacionados